Tag Archive for Pipoca

Corredores do Brasil, uni-vos!

Sempre escutei que a Corrida de Rua é o esporte mais democrático do mundo, que basta calçar um tênis no pé e sair correndo por ai. Se fosse só isso, realmente seria, mas as empresas organizadoras de corrida estão mudando essa escrita e transformando um esporte de todos para um esporte de poucos.

Correr virou moda. Basta uma volta pelos parques e bairros da sua cidade para ver como tem gente correndo. Gente de todo tipo, uns buscando uma melhora na condição física, buscando emagrecer, buscando qualidade de vida, e claro tem aqueles também em busca de performance e que querem ver nas provas o resultado desse treinamento.

É ai que a coisa muda de figura. As grandes e tradicionais provas já vem subindo seus valores ano após ano, e muitas delas sem justificativa alguma, simplesmente é a lei da oferta e da procura, e quando a procura é tanta, nem se preocupam melhorar a qualidade para fazer jus ao aumento, muito pelo contrário, muitas ainda pioram os serviços oferecidos e sobem o preço. Quem quer correr, paga, e como as inscrições se esgotam rapidamente, elas nem dão bola aos gritos dos excluídos.

Criou-se então um efeito dominó. Se a São Silvestre, que é uma das provas que tem o maior descaso, trata muito mal seus “clientes”, só justificando a participação pelo nome, pois a tradição da prova já foi perdida a muito tempo, aumenta seus valores em 33% de um ano para o outro e ainda assim tem as inscrições esgotadas rapidamente, as demais corridas também se sentem no direito de subirem também.
E assim vamos vendo provas como por exemplo, a Fila Night Race, (que mudou de nome justificando pela troca de organizador, ou será que foi pelas diversas falhas ocorridas em várias etapas e passou a ser chamada de Fila Night Ruim?) se sente no direito de cobrar R$ 112,00 pela inscrição. O mesmo organizador dessa prova lançou uma campanha contra o corredor pipoca (leia mais aqui). Mas o que ele realmente fez para evitar os pipocas em suas provas? Nada, simplesmente aumentou o preço, deixando ainda mais corredores insatisfeitos e na condição de pipoca.

Isso vale? Se tiver quem pague, muitos dirão que vale. Mas só vem a acabar com um esporte que deveria ser de todos e passa a ser de elite, não dos atletas de elite, mas sim daquela turma que não precisa de se preocupar com o valor da prova, mas que tenho certeza que não vai querer participar de provas esvaziadas.

Sem falar que muitas provas ainda recebem apoio do Governo através da Lei de Incentivo ao Esporte, porém, quem paga a inscrição cara somos nós. Pode procurar nas suas camisetas de corrida, e você vai encontrar várias com o selo, depois avalie se ele merece estar ali.

Mas existe luz no fim do túnel. Um novo movimento começa a ser articulado, e parece que dessa vez veremos os corredores unidos por um objetivo comum: o RESPEITO e PREÇO JUSTO para aquele que realmente faz a corrida de rua.

Cabe a nós corredores fazermos nossa parte, não ajudando a esse mercado que vem sufocando nosso esporte. Como? Não pagando 80 reais numa prova que no ano passado custava 50.

Não se inscreva por impulso, avalie a sua participação em provinhas caça-níquel, que nada vão acrescentar ao seu currículo de corredor amador, a não ser uma medalhinha bonitinha ou uma camisetinha transada, mas quem em relação aos anos anteriores não buscou nada para melhorar, nem os percursos melhoram de uma etapa para outra.

Para saber mais sobre o Movimento acesse o blog Corro por Correr

Vamos começar a boicotar provas que aumentem seus valores descaradamente e sem justificativa. Organize com seus amigos e faça um treino no mesmo dia e hora. Vamos correr no parque, na praia, ou em qualquer outro lugar. E deixemos para correr somente as provas de preço justo, que respeitam o corredor, que buscam melhorar e trazer novidades. E ainda, vamos prestigiar as provas gratuitas, que são várias. Basta procurar.

Corredores do Brasil! Uni-vos! E não deixemos que acabem com o nosso esporte de coração!

Discriminação na corrida de rua. Tô fora.

Muito já se falou e discutiu sobre os corredores “pipoca”. O assunto já foi amplamente debatido, e cada um tem sua maneira de ver a situação.
Eu particularmente não gosto de correr sem inscrição, mas já corri de pipoca, e não me senti como bandido. Quando o fiz, tive meus motivos, e tenho certeza que não atrapalhei, nem prejudiquei a corrida de ninguém.
Com o preço cada vez mais exorbitante das corridas, fica difícil participar de todas, e muitas vezes o corredor se vê impelido a correr de “pipoca”. Mas isso não faz dele um ladrão. As ruas estão ai, e se os organizadores não querem pipocas correndo, que criem maneiras de evitar sua presença, acho que poderiam começar, reavaliando o valor cobrado pela inscrição.
Culpar os pipocas pela desorganização e pelas próprias falhas que ocorrem em tantas provas por ai é algo que vem contra o espírito esportivo, e daquilo que aprendi correndo, e por isso, NÃO APOIO a campanha da Track&Field (Pipoca só é bom no Cinema) e a qual acho além de preconceituosa, PERIGOSA.  Ela coloca o corredor pipoca como um contraventor, como um ladrão de água, de estrutura, de pista, o inimigo de quem pagou. Daqui a pouco vão apoiar que o cara seja tocado a tapa da linha de largada.
Se essa campanha viesse junto com alguma ação de forma a levar as corridas para classes menos favorecidas, poderia ser diferente. Qual o incentivo que o organizador dá para que quem não tem condições de pagar a inscrição possa participar? Qual a contrapartida que essas corridas estão dando para usar as ruas, os parques, os espaços públicos?
Nunca participei de uma corrida da Track&Field, sempre achei os valores absurdamente caros para o meu bolso. Apesar de sempre ouvir comentários de que primam pela organização, pelo “Kit Diferenciado” e que tratam bem seus clientes. Quem sabe, se eu ganhar alguma promoção, ou se tiver algum incentivo aos corredores sem grana, possa comprovar isso in loco.
Mas não vou apoiar a discriminação nas corridas. Se querem o meu apoio que façam uma campanha por preços justos nas corridas, nesse sim eu estou dentro.
Ps.: Na Maratona de SP, o nosso amigo Tonicão, por um erro na hora de fazer sua inscrição, acabou ficando de fora. Mas não se intimidou, foi lá e correu 42Km mesmo sem inscrição, sem kit, sem nada. Mas sem medalha ele não ficou. 
A 100 Juízo fez essa lembrança especial, para ele e demais atletas da equipe que correram de Pipoca!