Archive for setembro 2015

Montando a Mandala – Circuito Oscar – Etapa SJC

E a mandala do Circuito Oscar 2015 começa a tomar forma. O primeiro dos 5 pedaços foi conquistado em Taubaté dia 20/07. Agora na etapa São José dos Campos, dia 20/09, o segundo. E uma conquista com superação e também muita diversão.

Medalhas Circuito Oscar

Formando a Mandala

Na véspera o amigo Tonicão, convidou-me para um churras de aniversário do seu filho, e ali senti que o cara estava de maruagem. A ‘rivalidade’ com o Tonico vem de longa data. Antes mesmo de eu ser um ‘100 Juízo’, fizemos uma disputa no sprint final da corrida do Sesi, em 2011, e dali pra frente, sempre que corremos juntos, tem disputa. Em Barueri 2012, ele me deu um coro nos 15k, mantive ele na ‘alça de mira’ a prova toda, e resolvi dar o bote no km 13. Só não esperava que ele tivesse pernas para recuperar, e me deixar pra trás no último km. Essa disputa só foi reeditada em 2014, mas não dei chances de um novo pega, ganhei de ponta a ponta. Então, quando o churras na véspera, junto com o PH Love, o Corredor do Amor, regado a cerveja até altas horas foi oferecido pelo anfitrião, já senti que estavam tentando me tirar do páreo de outra forma.

E foi assim mesmo, marcamos de irmos juntos, mas meus companheiros, de ressaca braba, deram o cano me deixando na mão. Parti só para o Vale Sul, local da largada. Tenda armada na véspera e muita gente animada. O calor já se fazia presente, mas as nuvens tratavam de esconder o sol, que poderia derrubar muitos corredores.

Chegada etapa SJC

Superação e alegria no sprint – Foto: Aline Andrade

O percurso é muito interessante, rápido, e desafiador. Tem uma pequena descida logo no começo, mas depois vai de subida da Avenida Cidade Jardim até a metade da prova. Manter o ritmo nessa etapa é de suma importância para quem tem objetivos de baixar tempo, ao mesmo tempo que não se pode gastar as energias que vai serão necessárias no final.

Foi assim que segui, tentando manter o ritmo abaixo de 5:00/km, e só perdi mesmo (como no ano passado), no km 5, no retorno próximo ao Sesi. Dali em diante foi ‘pernas pra que te quero’, soltei mesmo as pernas, até lembrando a descida do Cristo de Poços de Caldas e recuperando o tempo perdido no final da subida. Tem que ir na ‘banguela’ pra subir no embalo o pequeno aclive do final do km 8 e seguir sem desanimar para o final.

IMG-20150920-WA0001

Entrando numa fria – Foto: Vini Morais

Os metros finais, como sempre de superação e alegria, de ver a bonita festa que o Circuito Oscar proporciona, e fechar os 10k em 47m34s. Já vou para o meu 5º ano consecutivo e a cada um deles, sempre tem novidades proporcionadas pela Oscar e pela Avatar, que é a organizadora do evento. Dessa vez me arrisquei na critoterapia, entrando literalmente numa fria. Não suportei nem 1 minuto com metade do corpo no balde de gelo, mas ao sair, nem parecia que aquelas pernas se superaram.

O próximo ‘gomo’ da mandala será conquistado no dia 04/10. Com direito a busão da 100 Juízo, rumo a ‘Moji’ ou  seria ‘Mogi’ das Cruzes. Com ‘G’ ou com ‘J’, será mais um domingo de superação, mas também de festa e alegria dos Malucos do Asfalto pelas ruas da ‘Terra do Caqui’.