A gente dorme e acorda correndo.

Na temporada das corridas grátis, o final de semana foi agraciado com duas: Jacareí no sábado a noite e Eugênio de Melo no Domingo de manhã. 10 km em cada uma delas, separadas por 12 horas de diferença.

A dobradinha de correr no sábado e no domingo, pode parecer exagero até para alguns corredores. Para quem não foi mordido pelo bichinho da corrida então, loucura! Mas para os viciados em endorfina é mais uma oportunidade de superação. E se o desafio era esse, duas provas de 10k seguidas, foquei que correria forte uma delas e ‘brincaria’ na outra, duas formas diferentes de se divertir correndo.

Minha escolha foi ir forte na primeira em Jacareí, já gastar as pernas de uma vez, e no dia seguinte relaxar nas ruas do distrito de Eugênio de Melo.

Vamos então as provas:

29ª Corrida Noturna de Jacareí
Corrida grátis não é sinônimo de corrida ruim. Muito bem organizada,

Primeira etapa da dobradinha.

Primeira etapa da dobradinha.

distribuição dos kits rápida, camiseta, e apesar de ter que chegar cedo para retirada do kit, quase 1 hora e meia antes da largada, acaba sendo bom, ainda mais para quem ainda se perde pelas ruas da “grande Jacareí”.
O Parque da Cidade já é conhecido nosso, fizemos recentemente um treino de 25k, passando pela Dom Pedro e Via Dutra, mas partindo dali.
O percurso, apesar de ser duas voltas, é rápido (em 2012 eu teria feito ali minha melhor marca na época: 10k em 48:09), e foi focado em fazer bem a primeira volta e usar a superação na segunda que parti. Acabei achando um bom coelho, que me fez fechar os 5km iniciais em 23:20, só que o coelho parou nos 5 e eu tinha mais 5 pela frente, e logo as pernas acusaram o cansaço, dando uma boa travada a partir do km 7. Ainda arrumei forças pra forçar no final, chegar apitando e fechar a prova com 47:21, meio minuto acima do meu recorde pessoal. A medalha, uma das mais bonitas da temporada, pequena, simples, mas em forma de troféu.

Corrida de Aniversário de Eugênio de Melo – 138 anos

Dormir correndo para acordar correndo e partir para o distrito de Eugênio de Melo, para segunda parte da dobradinha.
Outra corrida grátis e com cara de corrida paga. Se agora não dão mais camisetas é só um detalhe, mas até bom, que afasta os “corredores de boutique”, que tirava a vaga de quem quer correr por causa de uma peça de roupa. Retirada organizada do chip e número de peito, com a obrigação de doar 1kg de arroz, foi feita rapidamente.

A diversão do domingo seria light, mas não menos prazerosa, sem pressa, diferente das outras provas, coloquei os fones no ouvido e fui pro fundão. Se largar lá na frente a galera é mais “sangue nos zóio”, largar no fundo é só alegria e selfies.
Focado em ir de boa, mas nem por isso “tão” devagar assim, fui abrindo caminho, encontrando espaço e fazendo ‘belas ultrapassagens’ ao som do Ira! e as “Manhãs de Domingo”. Clique no player para escutar

Passei na placa dos 5k com 26 minutos, não queria chegar tão acima dos 50 minutos, então dei uma boa apertada, mas logo nesse momento tive que fazer uso do meu apito: Um carro, que aguardava a passagem da corrida, insistiu e cortou os corredores. Apitei, e entrei na frente, correndo até o risco de ser atropelado. Para muitos, trânsito fechado pode ser um transtorno, mas cabe um pouco de paciência, o carro insistiu em trafegar entre os atletas, mesmo devagar, colocando em risco muitos corredores que nem percebiam o veículo que vinha por trás.

Compenetrado no final da dobradinha.

Compenetrado no final da dobradinha.

Apertei o passo, já com o sol esquentando, e com alguma sobra nas pernas, arrisquei um sprint nos kms finais. Ainda teria um sofrimento da subidinha da Rua Barão de Loreto, para virar na Avenida do Poliesportivo e soltar as pernas, chegar feliz e apitando com 51:40. Até que não estourei muito o tempo acima dos 50 min, e me diverti bastante na dobradinha, tanto correndo forte na primeira, como correndo tranquilo na segunda.

Para alegria final, ainda fui agraciado pelo nosso Diretor Edward com o troféu de 2ª Maior Equipe da Equipe 100 Juízo na Prova de Aniversário de São José dos Campos, prova que aconteceu no dia 26 de Julho e que fora entregue somente agora. Uma grande lembrança daquela prova em que fiz meu melhor tempo nos 15k, e que veio coroar meu final de semana de superação,  diversão e que como diz a música: Nas Manhãs de Domingo, parece que realmente, a noite valeu a pena!

Lembranças da dobradinha.

Lembranças da dobradinha.